Minhas percepções sobre o serviço público – 1º Mês

livro-e-oculos2

Como é ser servidor público? 30 dias depois de tomar posse posso comentar minhas primeiras percepções sobre como é a rotina de um servidor público.

Primeiro devo dizer que fui lotada na mesma cidade em que já residia e isso tudo facilitou muito, já que não precisei me mudar de casa, e nem conhecer trajetos novos, pois passei os últimos 10 anos convivendo no mesmo campus da universidade em que fiz cursinhos pré vestibulares e posteriormente a graduação.

Tomei posse no último dia 16 e entrei em exercício no mesmo dia, já que o prédio onde aconteceu a posse era o mesmo prédio em que eu ficaria lotada. E vamos lá, na situação financeira em que eu me encontrava e a curiosidade “do caramba” que eu estava, não dava para ficar fazendo “doce” e esperando um dia apropriado para entrar em exercício rsrs!

A primeiro momento tudo foi muito rápido e estranho, cheguei na sala em que ficaria e já fui apresentada a todos, meu gerente me apresentou aos principais setores com quem teria contato direto e já fiquei por lá mesmo para começar a aprender o serviço.

Minha carga horária é de 40h semanais e preciso fazer pelo menos 1h de almoço por dia. As pessoas são bem simpáticas, posso dizer que no setor em que trabalho metade do pessoal já está no fim de carreira (rumo a aposentadoria) e a outra parte é jovem (entre 25 e 40 anos). Existe uma grande preocupação dentro da geração jovem de se manter estudando, seja fazendo pós graduação (MBA ou Mestrado), seja continuar estudando para concursos maiores.

Devo confessar que o perfil do pessoal é bem diferente das últimas 06 empresas privadas em que passei, por lá as pessoas eram bem acomodadas com a atual situação e não buscavam melhorias profissionais.

Para não alongar muito o texto vou dividir esse texto em partes, nas próximas falarei sobre o serviço, tempo que esperei desde a prova e resultado até a nomeação e outros detalhes pertinentes para os “curiosos” como eu sempre fui =)

Até mais e bons estudos!!!

E não se esqueça, só não consegue quem desiste! É de extrema importância se manter confiante e continuar sempre buscando aquilo que você acredita!

Eliane Reis

Fundadora do Momento de Estudar. Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Uberlândia. Servidora Público Federal como Técnico Administrativo em Educação. Especialista em Gestão de Negócios e Marketing. Professora desde 2016. Acredita que a educação muda vidas.

error: Conteúdo Bloquado!!