Prova Secretaria de Estado de Economia do Distrito Federal SEEC/DF (Famosa Sefaz DF) 2020

Olá Pessoal! Hoje começaremos algo diferente que quero começar a trazer nas próximas semanas como aulas extras no Preparatório para Exame de Suficiência e no canal do Youtube Momento de Estudar. Vou começar a comentar provas de concursos com o objetivo que você possa revisar o que já viu e entender que tudo que vimos no Preparatório também pode ser usado nos seus estudos para concursos (caso seja seu objetivo) ou talvez despertar essa possibilidade em você.

A prova de hoje é da famosa Sefaz DF mas que atualmente tem o nome de Secretaria de Estado de Economia do Distrito Federal – SEEC/DF​ mas é a famosa Secretaria da Fazenda. A prova foi aplicada em fevereiro de 2020 para o cargo de Auditor Fiscal e foi organizada pela banca Cespe-UNB hoje chamada de Cebraspe (todo mundo mudando de nome não é mesmo?! hehe).

Resolva a prova antes de assistir o vídeo, assim você terá uma dimensão melhor das suas dúvidas. Se tiver dúvidas é só deixar nos COMENTÁRIOS logo abaixo do vídeo. Bons estudos!

 

BAIXE O ARQUIVO PDF DESSA AULA CLICANDO AQUI: Resolução Prova Sefaz DF 2020 – Contabilidade Geral Blog

 

PROVA CONTABILIDADE GERAL

No que se refere às características qualitativas fundamentais da informação contábil-financeira, julgue o item seguinte.

101. Para ser útil, a informação contábil deve, concomitantemente, ser relevante e representar com fidedignidade a realidade reportada: nem a representação fidedigna de fenômeno irrelevante, nem a representação não fidedigna de fenômeno relevante auxiliam os usuários a tomarem boas decisões.

Comentário: Conforme CPC 00 (R2) item 2.4 “Se informações financeiras devem ser úteis, elas devem ser relevantes e representar fidedignamente aquilo que pretendem representar.” complementando a resposta temos ainda o item 2.12 “Para serem úteis, informações financeiras não devem apenas representar fenômenos relevantes, mas também representar de forma fidedigna a essência dos fenômenos que pretendem representar”.

Dessa forma para ser útil, a informação contábil deve se relevante e representar com fidedignidade a realidade reportada. Informações irrelevantes ou não fidedignas não auxiliam os usuários.

Obs.: Vamos usar esse trecho do CPC 00 na revisão 02 para já termos um estudo da nova revisão mas na ocasião da aplicação da prova o CPC 00 (R1) que estava vigente na publicação do edital era a revisão 01.

Gabarito: Certo.

Considerando os conceitos de receita, despesa, ganhos e perdas, julgue o próximo item.

102. Ganhos representam outros itens que se enquadram na definição de receita e podem ou não surgir no curso das atividades usuais da entidade, representando aumentos nos benefícios econômicos, e, como tais, não diferem, em natureza, das receitas.

Comentário: Conforme CPC 00 (R1) no item 4.30 “Ganhos representam outros itens que se enquadram na definição de receita e podem ou não surgir no curso das atividades usuais da entidade, representando aumentos nos benefícios econômicos e, como tais, não diferem, em natureza, das receitas”.

Obs.: Vamos usar esse trecho do CPC 00 na revisão 01 pois na ocasião da aplicação da prova o CPC 00 que estava vigente na publicação do edital era a revisão 01. Na revisão 02 não temos um item sobre Ganhos.

Gabarito: Certo.

Com relação aos conceitos de ativos, passivos e patrimônio líquido, julgue o item a seguir.

103. Ao avaliar se um item se enquadra na definição de ativo, passivo ou patrimônio líquido, deve-se atentar para a sua essência subjacente e sua realidade econômica, e não apenas para sua forma legal.

Comentário: Aqui a velha teoria de Essência sob a Forma conforme CPC 00 (R1) no item 4.6 “Ao avaliar se um item se enquadra na definição de ativo, passivo ou patrimônio líquido, deve-se atentar para a sua essência subjacente e realidade econômica e não apenas para sua forma legal. Assim, por exemplo, no caso do arrendamento mercantil financeiro, a essência subjacente e a realidade econômica são a de que o arrendatário adquire os benefícios econômicos do uso do ativo arrendado pela maior parte da sua vida útil, em contraprestação de aceitar a obrigação de pagar por esse direito valor próximo do valor justo do ativo e o respectivo encargo financeiro. Dessa forma, o arrendamento mercantil financeiro dá origem a itens que satisfazem à definição de ativo e de passivo e, portanto, devem ser reconhecidos como tais no balanço patrimonial do arrendatário”, com isso temos que o gabarito está correto e a banca apenas copiou o texto do CPC.

Gabarito: Certo.

Determinada entidade contratou dois funcionários para a área de vendas no primeiro dia do mês. No dia 15 do referido mês, esses dois funcionários receberam adiantamentos correspondentes a 30% dos salários a que tinham direito no mês. O restante foi pago no quinto dia útil do mês subsequente.

A respeito da situação hipotética apresentada, julgue o item a seguir.

104. Os adiantamentos pagos aos funcionários no dia 15 do referido mês são considerados fatos modificativos porque reduzem o ativo (saída de caixa) e reduzem o patrimônio (reconhecimento de despesa).

Comentário: Um exemplo de lançamento de adiantamento pago a funcionário seria:

D. Adiantamento a Funcionários (aumenta o ativo)

C. Caixa (diminui o ativo)

Aumentando e diminuindo o Ativo não traz nenhuma alteração já que o valor dos lançamentos é o mesmo. Dessa forma temos aqui um lançamento permutativo.

Gabarito: Errado.

Determinada entidade privada adquiriu, para revenda, mercadorias pelo valor de R$ 500.000. Com base nesse montante, o fornecedor cobrou, ainda, 10% referentes aos tributos não recuperáveis e 5% de frete para entrega.

A partir dessas informações, julgue os itens a seguir.

105. O gestor contábil deve contabilizar as mercadorias como ativo circulante ao custo de R$ 550.000.

Comentário: As mercadorias foram adquiridas com objetivo de revenda e por isso vamos sim lançar essas mercadorias no Ativo Circulante na conta Estoque ou Mercadorias. O valor do lançamento será:

Mercadorias = Valor de Aquisição – Tributos não recuperáveis + Frete

Mercadorias = R$ 500.000 + (R$ 500.000 x 10%) + (R$ 500.000 x 5%)

Mercadorias = R$ 500.000 + R$ 50.000 + R$ 25.000

Mercadorias = R$ 575.000

Vamos aproveitar essa questão para rever o que o CPC 16 diz sobre o valor dos Estoques em seu item 11 “O custo de aquisição dos estoques compreende o preço de compra, os impostos de importação e outros tributos (exceto os recuperáveis junto ao fisco), bem como os custos de transporte, seguro, manuseio e outros diretamente atribuíveis à aquisição de produtos acabados, materiais e serviços. Descontos comerciais, abatimentos e outros itens semelhantes devem ser deduzidos na determinação do custo de aquisição”.

Gabarito: Errado.

106. O gestor contábil deve debitar como despesa operacional o valor de R$ 25.000, referente ao valor pago pelo frete.

Comentário: O valor pago por um frete para aquisição de mercadorias compõe o valor da mercadoria no lançamento conforme CPC 16 em seu item 11: “O custo de aquisição dos estoques compreende o preço de compra, os impostos de importação e outros tributos (exceto os recuperáveis junto ao fisco), bem como os custos de transporte, seguro, manuseio e outros diretamente atribuíveis à aquisição de produtos acabados, materiais e serviços. Descontos comerciais, abatimentos e outros itens semelhantes devem ser deduzidos na determinação do custo de aquisição”.

Gabarito: Errado.

A respeito das demonstrações contábeis, julgue os itens que se seguem.

107. A partir da análise da demonstração dos fluxos de caixa, o usuário da informação toma conhecimento de como a entidade financia suas atividades, descritas através dos fluxos operacional, de investimento e de financiamento.

Comentário: A Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) proporciona aos usuários informações através dos fluxos operacionais, de investimento e de financiamento. Veja o que diz o CPC 01 – Demonstração dos Fluxos de Caixa nos itens 04 e 10: “A demonstração dos fluxos de caixa, quando usada em conjunto com as demais demonstrações contábeis, proporciona informações que permitem que os usuários avaliem as mudanças nos ativos líquidos da entidade, sua estrutura financeira (inclusive sua liquidez e solvência) e sua capacidade para mudar os montantes e a época de ocorrência dos fluxos de caixa, a fim de adaptá-los às mudanças nas circunstâncias e oportunidades. As informações sobre os fluxos de caixa são úteis para avaliar a capacidade de a entidade gerar caixa e equivalentes de caixa e possibilitam aos usuários desenvolver modelos para avaliar e comparar o valor presente dos fluxos de caixa futuros de diferentes entidades. A demonstração dos fluxos de caixa também concorre para o incremento da comparabilidade na apresentação do desempenho operacional por diferentes entidades, visto que reduz os efeitos decorrentes do uso de diferentes critérios contábeis para as mesmas transações e eventos” ; “A demonstração dos fluxos de caixa deve apresentar os fluxos de caixa do período classificados por atividades operacionais, de investimento e de financiamento”.

Gabarito: Certo.

108. A demonstração do valor adicionado apresenta as riquezas criadas pela entidade em determinado período e a forma como foram pagas, a exemplo de valores destinados à quitação de impostos, taxas e contribuições.

Comentário: Correto conforme CPC 09 – Demonstração do Valor Adicionado (DVA) em seus itens 05 e 06: “A DVA deve proporcionar aos usuários das demonstrações contábeis informações relativas à riqueza criada pela entidade em determinado período e a forma como tais riquezas foram distribuídas.

A distribuição da riqueza criada deve ser detalhada, minimamente, da seguinte forma:

(a) pessoal e encargos;

(b) impostos, taxas e contribuições;

(c) juros e aluguéis;

(d) juros sobre o capital próprio (JCP) e dividendos;

(e) lucros retidos/prejuízos do exercício”.

Gabarito: Certo.

Faça parte dessa comunidade:
BLOG: www.momentodeestudar.com.br
FACEBOOK: www.facebook.com/momentodeestudar
GRUPO NO FACEBOOK: www.facebook.com/groups/184823698542240/
YOUTUBE: www.youtube.com/momentodeestudar
INSTAGRAM: @momentodeestudar
Telegram: https://t.me/momentodeestudar
Email: momentodeestudar@gmail.com




Eliane Reis

Fundadora do Momento de Estudar. Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Uberlândia. Servidora Público Federal como Técnico Administrativo em Educação. Especialista em Gestão de Negócios e Marketing. Professora desde 2016. Acredita que a educação muda vidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Conteúdo Bloquado!!