Questão 25 – CFC 2018.2|Exame de Suficiência

(CFC/Consulplan/2018.2/Q25) As seguintes informações são referentes a uma indústria que produz apenas um produto; analise-as.

Preço de venda do produto: R$ 250,00/unidade.

Custos e despesas variáveis: R$ 150,00/unidade.

Custos e despesas fixos: R$ 12.000,00/mês.

Amortização do principal (empréstimos): R$ 2.000/mês.

Remuneração do capital próprio: R$ 3.000/mês.

A indústria compra e vende somente à vista.

Com base apenas nas informações disponíveis e desconsiderando depreciação e tributos, assinale a alternativa correta que indica, respectivamente, as quantidades mínimas do produto (em unidades) que deveriam ser vendidas mensalmente suficientes para: 1) a indústria atingir o ponto de equilíbrio contábil; 2) a indústria remunerar o capital próprio, e 3) a indústria amortizar o principal de suas dúvidas e remunerar o capital próprio.

a) 48, 52 e 60.

b) 48, 60 e 68.

c) 120, 150 e 170.

d) 120, 150 e 270.

Comentário: A questão nos pede a quantidade mínima de produtos (em unidades) que deveriam ser vendidas mensalmente suficientes para:

1) a indústria atingir o ponto de equilíbrio contábil;

2) a indústria remunerar o capital próprio, e

3) a indústria amortizar o principal de suas dúvidas e remunerar o capital próprio.

Vamos iniciar com a quantidade de produtos que deveriam ser vendidas mensalmente para a indústria atingir o ponto de equilíbrio contábil:

1) a indústria atingir o ponto de equilíbrio contábil;

Ponto de Equilíbrio Contábil = Custos e Despesas Fixos

                                                   Margem de Contribuição Unitária

Para encontrar a Margem de Contribuição Unitária vamos utilizar a fórmula:

Margem de Contribuição Unitária = Preço de Venda – Custos e Despesas Variáveis

Margem de Contribuição Unitária = 250,00 – 150,00

Margem de Contribuição Unitária = 100,00

Com a Margem de Contribuição Unitária encontrados vamos voltar a fórmula do PEC.

Ponto de Equilíbrio Contábil = 12.000,00

                                                     100,00

Ponto de Equilíbrio Contábil = 120,00 unidades (alternativas C ou D).

2) a indústria remunerar o capital próprio,

Para esse item precisamos do Ponto de Equilíbrio Econômico:

Ponto de Equilíbrio Econômico = Custos e Despesas Fixos + Lucros Total desejado

                                                                 Margem de Contribuição Unitária

Ponto de Equilíbrio Econômico = 12.000,00 + 3.000,00

                                                                 100,00

Ponto de Equilíbrio Econômico = 15.000,00 / 100,00

Ponto de Equilíbrio Econômico = 150 unidades (alternativas C ou D)

3) a indústria amortizar o principal de suas dúvidas e remunerar o capital próprio.

Vamos agora utilizar a formula do Ponto de Equilíbrio Econômico que utiliza a fórmula da Amortização da Dívida para encontrar o gabarito da questão.

PEE = Custos e Despesas Fixos + Lucro + Amortização da Dívida

                         Margem de Contribuição Unitária

PEE = 12.000,00 + 3.000,00 + 2.000,00

                                100,00

PEE = 17.000,00 / 100,00

PEE = 170 unidades (alternativa C)

Gabarito: C.

Tipos de Prova: Tipo 01 Branca Q25 / Tipo 02 Verde Q26 / Tipo 03 Amarelo Q25 / Tipo 04 Azul Q26

Eliane Reis

Fundadora do Momento de Estudar. Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Uberlândia. Servidora Público Federal como Técnico Administrativo em Educação. Especialista em Gestão de Negócios e Marketing. Professora desde 2016. Acredita que a educação muda vidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Conteúdo Bloquado!!