Revisão Aula 08: Demonstrações Contábeis variadas

LISTA DE QUESTÕES AULA 08:

01. (Pref. Mun. Sabara/2017/Q35/Contador) A Demonstração do Valor Adicionado (DVA) é um relatório que apresenta ordenadamente a riqueza gerada pela entidade e a forma que essa riqueza foi distribuída às partes que contribuíram para a geração dessa riqueza. A DVA deve:

I. Incluir participação dos acionistas minoritários no componente relativo à distribuição do valor adicionado, no caso da divulgação da DVA consolidada.
II. Ser consistente com a demonstração do resultado e conciliada em registros auxiliares mantidos pela entidade.
III. Ser objeto de revisão ou auditoria se a entidade possuir auditores externos independentes que revisem ou auditem suas Demonstrações Contábeis.

Estão corretas as afirmativas:

a) I, II e III.
b) I e II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.

Comentário: A Demonstração do Valor Adicionado é obrigatória apenas para as companhias abertas de acordo com a Lei das Sociedades por Ações (Lei 6.404/76) em seu art. 176. Para encontrar o gabarito vamos analisar cada um dos itens:
I. Incluir participação dos acionistas minoritários no componente relativo à distribuição do valor adicionado, no caso da divulgação da DVA consolidada. CORRETO, segundo o art. 188 da Lei 6.404/76 “o valor da riqueza gerada pela companhia, a sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a geração dessa riqueza, tais como empregados, financiadores, acionistas, governo e outros, bem como a parcela da riqueza não distribuída.”

II. Ser consistente com a demonstração do resultado e conciliada em registros auxiliares mantidos pela entidade. CORRETO, todas as informações que são base para as demais demonstrações devem ser base também para a DVA que deve ainda ser conciliada com registros auxiliares caso seja necessário.

III. Ser objeto de revisão ou auditoria se a entidade possuir auditores externos independentes que revisem ou auditem suas Demonstrações Contábeis. CORRETO, todas as demonstrações devem ser objeto de revisão e auditoria. A auditoria não deve ser realizada tendo por base apenas algumas Demonstrações e sim todas emitidas pela entidade.
Gabarito: A.

02. (Pref. Mun. Sabara/2017/Q37/Contador) Segundo a Lei nº 6.404/76, em seu Art. 176, versa que “ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício”:

a) Balanço patrimonial; demonstração do resultado do exercício; demonstração dos fluxos de caixa; e, se empresa Ltda., demonstração do valor adicionado.
b) Balanço patrimonial; demonstração do resultado do exercício; demonstração dos fluxos de caixa; e, se companhia aberta, demonstração do valor adicionado.
c) Balanço patrimonial; demonstração do resultado do exercício; demonstração dos fluxos de caixa; e, se companhia fechada, demonstração do valor adicionado.
d) Balanço patrimonial; demonstração do resultado do exercício; demonstração dos fluxos de caixa; e, se companhia fechada, demonstração do valor adicionado.

Comentário: Nesse momento vale a pena lermos o Art. 176 da Lei nº 6.404/76:
“Art. 176. Ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício:
I – balanço patrimonial;
II – demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados;
III – demonstração do resultado do exercício; e
IV – demonstração dos fluxos de caixa; e (Redação dada pela Lei nº 11.638, de 2007)
V – se companhia aberta, demonstração do valor adicionado. (Incluído pela Lei nº 11.638, de 2007)
§ 1º As demonstrações de cada exercício serão publicadas com a indicação dos valores correspondentes das demonstrações do exercício anterior.
§ 2º Nas demonstrações, as contas semelhantes poderão ser agrupadas; os pequenos saldos poderão ser agregados, desde que indicada a sua natureza e não ultrapassem 0,1 (um décimo) do valor do respectivo grupo de contas; mas é vedada a utilização de designações genéricas, como “diversas contas” ou “contas-correntes”.
§ 3º As demonstrações financeiras registrarão a destinação dos lucros segundo a proposta dos órgãos da administração, no pressuposto de sua aprovação pela assembleia-geral.
§ 4º As demonstrações serão complementadas por notas explicativas e outros quadros analíticos ou demonstrações contábeis necessários para esclarecimento da situação patrimonial e dos resultados do exercício.”
Dessa forma chegamos ao gabarito b) Balanço patrimonial; demonstração do resultado do exercício; demonstração dos fluxos de caixa; e, se companhia aberta, demonstração do valor adicionado.
Gabarito: B.

03. (Pref. Mun. Caratinga/2015/Q21/Contador) As demonstrações contábeis corretamente elaboradas objetivam fornecer informações úteis na tomada de decisões econômicas e avaliações por parte dos usuários em geral. De acordo com a estrutura conceitual abordada na Lei Federal nº 6.404/76 e alterações posteriores, analise as afirmativas a seguir.

I. O conjunto completo de demonstrações contábeis inclui o balanço patrimonial, a demonstração do resultado do exercício, a demonstração de mutações do patrimônio líquido, a demonstração do fluxo de caixa, a demonstração de valor adicionado e as demonstrações e relatórios de análise geral.
II. O objetivo das demonstrações contábeis é fornecer informações que sejam úteis a um grande número de usuários em suas avaliações e tomadas de decisão econômica.
III. De acordo com o princípio da compatibilidade, uma entidade deve aplicar e divulgar determinada política contábil, visto que esse procedimento contribui para que os usuários sejam capazes de comparar as demonstrações contábeis que apresentam ao longo do tempo e, também, suas demonstrações contábeis com as diferentes entidades.
IV. A estrutura conceitual aplica-se à forma e ao conteúdo das informações adicionais fornecidas para atender às necessidades da administração da empresa.
V. O regime de competência retrata com propriedades os efeitos de transações e outros eventos e circunstâncias sobre os recursos econômicos e reivindicações da entidade que reporta a informação nos períodos em que ditos efeitos são produzidos.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e IV.
b) II e V.
c) II e IV.
d) III e V.

Comentário: Vamos analisar cada uma dos itens:
I. O conjunto completo de demonstrações contábeis inclui o balanço patrimonial, a demonstração do resultado do exercício, a demonstração de mutações do patrimônio líquido, a demonstração do fluxo de caixa, a demonstração de valor adicionado e as demonstrações e relatórios de análise geral. FALSO, conforme Lei nº 6.404/76 em seu art. 176 “Ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício: I – balanço patrimonial; II – demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados; III – demonstração do resultado do exercício; e IV – demonstração dos fluxos de caixa; V – se companhia aberta, demonstração do valor adicionado. § 1º As demonstrações de cada exercício serão publicadas com a indicação dos valores correspondentes das demonstrações do exercício anterior. § 2º Nas demonstrações, as contas semelhantes poderão ser agrupadas; os pequenos saldos poderão ser agregados, desde que indicada a sua natureza e não ultrapassem 0,1 (um décimo) do valor do respectivo grupo de contas; mas é vedada a utilização de designações genéricas, como “diversas contas” ou “contas-correntes”.” De acordo com o texto do trecho “e as demonstrações e relatórios de análise gerencial” apresentam o maior erro.

II. O objetivo das demonstrações contábeis é fornecer informações que sejam úteis a um grande número de usuários em suas avaliações e tomadas de decisão econômica. VERDADEIRO, as demonstrações contábeis possuem o objetivo de fornecer informações que sejam úteis para tomada de decisão econômica por seus usuários.

III. De acordo com o princípio da comparabilidade, uma entidade deve aplicar e divulgar determinada política contábil, visto que esse procedimento contribui para que os usuários sejam capazes de comparar as demonstrações contábeis que apresentam ao longo do tempo e, também, suas demonstrações contábeis com as diferentes entidades. FALSO, os princípios contábeis foram revogados e essa revogação entrou em vigor em janeiro de 2017. Como essa prova foi aplicada antes dessa revogação vamos relembrar que o Princípio da Comparabilidade na verdade não existe. O que existe é a Comparabilidade que é uma característica qualitativa de melhoria conforme CPC00. Ela nos diz que “Comparabilidade é a característica qualitativa que permite que os usuários identifiquem e compreendam similaridades dos itens e diferenças entre eles. Diferentemente de outras características qualitativas, a comparabilidade não está relacionada com um único item. A comparação requer no mínimo dois itens.” Portanto item falso.

IV. A estrutura conceitual aplica-se à forma e ao conteúdo das informações adicionais fornecidas para atender às necessidades da administração da empresa. FALSO, nas informações deve prevalecer a essência sob a forma para que essas informações sejam úteis para atender os usuários da entidade.

V. O regime de competência retrata com propriedades os efeitos de transações e outros eventos e circunstâncias sobre os recursos econômicos e reivindicações da entidade que reporta a informação nos períodos em que ditos efeitos são produzidos. VERDADEIRO, o Regime de Competência determina que os fatos sejam registrados no momento em que ocorrem mesmo que o recebimento ou pagamento ainda não tenha sido realizado. Nesse caso por exemplo uma venda realizada em janeiro de 2018 deverá ser registrada/mensurada em janeiro de 2018 mesmo que o recebimento dessa venda só ocorra em março de 2018.
Gabarito: B.

04. (Pref. Mun. Caratinga/2015/Q23/Contador) A demonstração do Valor Adicionado (DVA) evidencia a riqueza econômica produzida pela companhia em determinado exercício. Em relação à Demonstração do Valor Adicionado (DVA), analise as afirmativas a seguir.

I. Evidencia a criação de valor pela empresa e suas distribuição equânime entre os agentes econômicos que contribuíam nesse processo.
II. Deve evidenciar o valor da riqueza gerada pela companhia, a sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a geração dessa riqueza, bem como a parcela da riqueza não distribuída.
III. Sua elaboração está fundamentada nos princípios de contabilidade, proporcionando aos usuários das demonstrações contábeis informações relativas à parcela de contribuição que a entidade tem na formação do produto interno bruto.
IV. A demonstração de valor adicionado evidencia o montante de recursos que a empresa está agregando à economia, como consequência de sua atividade, obtido mediante a subtração das vendas de todas as compras de bens e serviços e correspondente ao valor que a empresa gera para remunerar salários, juros, impostos e, ainda, para reinvestir em seu negócio. Assim, a DVA monstra a riqueza criada pela empresa, seu Produto Interno Bruto (PIB), em determinado período, e como essa riqueza é distribuída. É correto afirmar que a soma dos valores adicionados por todas as empresas, apurados em suas respectivas DVAs, iguala-se ao valor do PIB do país.

Estão corretas as afirmativas:

a) I, II, III e IV.
b) II e IV, apenas.
c) III e IV, apenas.
d) I, II e III, apenas.

Comentário: Vamos analisar cada um dos itens:
I. Evidencia a criação de valor pela empresa e suas distribuição equânime entre os agentes econômicos que contribuíam nesse processo. INCORRETO, conforme art. 188 da Lei 6.404/76 em seu inciso II “demonstração do valor adicionado: o valor da riqueza gerada pela companhia, a sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a geração dessa riqueza, tais como empregados, financiadores, acionistas, governo e outros, bem como a parcela da riqueza não distribuída”.

II. Deve evidenciar o valor da riqueza gerada pela companhia, a sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a geração dessa riqueza, bem como a parcela da riqueza não distribuída. CORRETO, conforme art. 188 da Lei 6.404/76 em seu inciso II “demonstração do valor adicionado: o valor da riqueza gerada pela companhia, a sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a geração dessa riqueza, tais como empregados, financiadores, acionistas, governo e outros, bem como a parcela da riqueza não distribuída”.

III. Sua elaboração está fundamentada nos princípios de contabilidade, proporcionando aos usuários das demonstrações contábeis informações relativas à parcela de contribuição que a entidade tem na formação do produto interno bruto. INCORRETO, sua elaboração vai proporcionar informações sobre o valor da riqueza gerada pela companhia e sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a geração dessa riqueza.

IV. A demonstração de valor adicionado evidencia o montante de recursos que a empresa está agregando à economia, como consequência de sua atividade, obtido mediante a subtração das vendas de todas as compras de bens e serviços e correspondente ao valor que a empresa gera para remunerar salários, juros, impostos e, ainda, para reinvestir em seu negócio. Assim, a DVA mostra a riqueza criada pela empresa, seu Produto Interno Bruto (PIB), em determinado período, e como essa riqueza é distribuída. É correto afirmar que a soma dos valores adicionados por todas as empresas, apurados em suas respectivas DVAs, iguala-se ao valor do PIB do país. CORRETO, conforme comentários que desenvolvemos nos itens anteriores. Note que como a DVA evidencia a riqueza gerada pela entidade é correto afirmar que ela demonstra o PIB de uma empresa e que ao somarmos todas as DVAs das empresas do país igualar-se-ia ao PIB do país.
Gabarito: B.

05. (Pref. Mun. Olinda/2015/Q21/Técnico Contabilidade) A NBC TG 26 (R2) – Apresentação das Demonstrações Contábeis – estabelece requisitos gerais para a apresentação das demonstrações contábeis, diretrizes para a sua estrutura e os requisitos mínimos para seu conteúdo. Entre as alternativas a seguir, assinale aquela que compõe o conjunto completo das demonstrações contábeis.

a) Balanço orçamentário ao final do período; demonstração do resultado do período; demonstração do patrimônio líquido do período; demonstração dos fluxos de caixa do período, demonstração dos fluxos de caixa do período; demonstração do valor adicionado do período.
b) Balanço patrimonial ao final do período; demonstração do resultado do período; demonstração das mutações do patrimônio líquido do período; demonstração dos fluxos de caixa do período; demonstração do valor adicionado do período.
c) Balanço patrimonial ao final do período; demonstração do resultado do período; demonstração das mutações do patrimônio líquido do período; demonstração dos fluxos de caixa do período; demonstração do valor dos ativos do período.
d) Balanço das receitas e despesas ao final do período; demonstração dos ativos e passivos do período; demonstração das mutações do patrimônio do período; demonstração dos fluxos de vendas do período; demonstração do valor do patrimônio líquido do período.

Comentário: Conforme a Lei nº 6.404/76 em seu art. 176 “Ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício: I – balanço patrimonial; II – demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados; III – demonstração do resultado do exercício; e IV – demonstração dos fluxos de caixa; V – se companhia aberta, demonstração do valor adicionado. § 1º As demonstrações de cada exercício serão publicadas com a indicação dos valores correspondentes das demonstrações do exercício anterior. § 2º Nas demonstrações, as contas semelhantes poderão ser agrupadas; os pequenos saldos poderão ser agregados, desde que indicada a sua natureza e não ultrapassem 0,1 (um décimo) do valor do respectivo grupo de contas; mas é vedada a utilização de designações genéricas, como “diversas contas” ou “contas-correntes”.” De acordo com o art. 176 da Lei das Sociedades por Ações chegamos ao gabarito letra “B”.
Gabarito: B.

06. (TRE MG/2015/Q41/Técnico Judiciário Contabilidade) As demonstrações contábeis são mais comumente elaboradas segundo o modelo baseado no custo histórico recuperável e no conceito da manutenção do capital financeiro nacional. Como parte dos relatórios contábil-financeiros, as demonstrações contábeis são uma representação estruturada da posição patrimonial e financeira e do desempenho da entidade. É correto afirmar que os componentes relacionados diretamente à representação estruturada da posição patrimonial e financeira são apenas.

a) Ativo e Receitas.
b) Receitas e Despesas.
c) Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido.
d) Ativo, Passivo, Patrimônio Líquido, Receitas e Despesas.

Comentário: Posição patrimonial diz respeito aos grupos das contas patrimoniais presentes Balanço Patrimonial. Dessa forma esses grupos são Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido.
Gabarito: C.

07. (MAPA/2014/Q43/Técnico de Contabilidade) Identifique, a seguir, a Demonstração Financeira cuja finalidade é demonstrar a riqueza gerada pela sociedade e sua distribuição para os empregados, financiadores, acionistas, governos, entre outros, bem como a parcela da riqueza não distribuída.

a) Balanço Patrimonial.
b) Demonstração dos Fluxos de Caixa.
c) Demonstração do Valor Adicionado.
d) Demonstração do Resultado do Exercício.

Comentário: Conforme art. 188 da Lei 6.404/76 em seu inciso II temos:
Art. 188. As demonstrações referidas nos incisos IV e V do caput do art. 176 desta Lei indicarão, no mínimo: (Redação dada pela Lei n° 11.638, de 2007).
(…)
II – demonstração do valor adicionado: o valor da riqueza gerada pela companhia, a sua distribuição entre os elementos que contribuíram para a geração dessa riqueza, tais como empregados, financiadores, acionistas, governo e outros, bem como a parcela da riqueza não distribuída.
Gabarito: C.

08. (Pref Mun Uberlândia/2012/Q25/Contador) No ambiente empresarial e dos negócios, as empresas realizam diversas operações no intuito de manter ativa as operações da organização. Os demonstrativos são modelos sintéticos que procuram exprimir a realidade da empresa em determinado momento e se tornam, portanto, uma aproximação da situação empresarial, um retrato de sua configuração, um extrato de sua composição e resultado. Os demonstrativos contábeis obrigatórios para as empresas brasileiras são:

a) Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração das Origens e Aplicação de Recursos e Demonstração do Valor Adicionado.
b) Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração das Origens e Aplicação de Recursos.
c) Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados, Demonstração das Origens e Aplicação de Recursos e Demonstração do Fluxos de Caixa.
d) Balanço Patrimonial, Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados, Demonstração da Gestão de Caixa e Mutações do Patrimônio Líquido.
e) Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração dos Fluxos de Caixa e Demonstração do Valor Adicionado.

Comentário: Conforme a Lei nº 6.404/76 em seu art. 176 “Ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício: I – balanço patrimonial; II – demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados; III – demonstração do resultado do exercício; e IV – demonstração dos fluxos de caixa; V – se companhia aberta, demonstração do valor adicionado. § 1º As demonstrações de cada exercício serão publicadas com a indicação dos valores correspondentes das demonstrações do exercício anterior. § 2º Nas demonstrações, as contas semelhantes poderão ser agrupadas; os pequenos saldos poderão ser agregados, desde que indicada a sua natureza e não ultrapassem 0,1 (um décimo) do valor do respectivo grupo de contas; mas é vedada a utilização de designações genéricas, como “diversas contas” ou “contas-correntes”.” De acordo com o art. 176 da Lei das Sociedades por Ações chegamos ao gabarito letra “E”.
Gabarito: E.

09. (COFEN/2011/Q18/Contador) Marque V para as afirmativas Verdadeiras e F para as Falsas:

( ) Demonstrações Financeiras e Demonstrações Contábeis significam a mesma coisa.
( ) As companhias que elaboram a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido estão dispensadas da elaboração da Demonstração de Lucros ou prejuízos Acumulados e da Demonstração do Valor Adicionado (DVA).
( ) A DVA é obrigatória somente para as sociedades anônimas de capital aberto.

A sequência está correta em:

a) V, F, V.
b) V, F, F.
c) V, V, V.
d) V, V, F.
e) F, F, V.

Comentário: Vamos analisar cada um dos itens:
( ) Demonstrações Financeiras e Demonstrações Contábeis significam a mesma coisa. VERDADEIRO, as Demonstrações Contábeis também podem ser chamadas de Demonstrações Financeiras ou como Relatório Contábil-Financeiro como utiliza os Pronunciamentos Contábeis.

( ) As companhias que elaboram a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido estão dispensadas da elaboração da Demonstração de Lucros ou prejuízos Acumulados e da Demonstração do Valor Adicionado (DVA). FALSO, conforme a Lei nº 6.404/76 em seu art. 176 “Ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício: I – balanço patrimonial; II – demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados; III – demonstração do resultado do exercício; e IV – demonstração dos fluxos de caixa; V – se companhia aberta, demonstração do valor adicionado. § 1º As demonstrações de cada exercício serão publicadas com a indicação dos valores correspondentes das demonstrações do exercício anterior. § 2º Nas demonstrações, as contas semelhantes poderão ser agrupadas; os pequenos saldos poderão ser agregados, desde que indicada a sua natureza e não ultrapassem 0,1 (um décimo) do valor do respectivo grupo de contas; mas é vedada a utilização de designações genéricas, como “diversas contas” ou “contas-correntes”.

( ) A DVA é obrigatória somente para as sociedades anônimas de capital aberto. VERDADEIRO, conforme comentário do item anterior a Lei 6.404/76 em seu art. 176 inciso V – se companhia aberta, demonstração do valor adicionado. § 1º As demonstrações de cada exercício serão publicadas com a indicação dos valores correspondentes das demonstrações do exercício anterior. § 2º Nas demonstrações, as contas semelhantes poderão ser agrupadas; os pequenos saldos poderão ser agregados, desde que indicada a sua natureza e não ultrapassem 0,1 (um décimo) do valor do respectivo grupo de contas; mas é vedada a utilização de designações genéricas, como “diversas contas” ou “contas-correntes”.
Gabarito: A.

10. (COFEN/2011/Q49/Contabilidade) Evidencia a posição patrimonial e financeira da empresa:

a) Demonstração do Resultado do Exercício.
b) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido.
c) Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados.
d) Balanço Patrimonial.
e) Fluxo de Caixa.

Comentário: O Balanço Patrimonial é uma das demonstrações contábeis obrigatórias pela Lei nº 6.404/76 e evidencia de forma qualitativa (qualidade, aspetos) e quantitativa (quantidade) a posição patrimonial e financeira da entidade.
Gabarito: D.

 

Participe do nosso Grupo no Facebook e se inscreva no nosso Canal no Youtube.
Contato: momentodeestudar@gmail.com
Encontre outras questões comentadas em: https://goo.gl/tsYZqq

Nossos Cursos Preparatórios: https://goo.gl/KcPDGh

Você nos encontra em:
BLOG: www.momentodeestudar.com.br
Assine nossa NEWSLETTER: https://goo.gl/E8D7Pd
FACEBOOK: https://www.facebook.com/momentodeestudar
GRUPO NO FACEBOOK: www.facebook.com/groups/184823698542240/
YOUTUBE: www.youtube.com/momentodeestudar
INSTAGRAM: @momentodeestudar
Cadastre-se na nossa Lista de Transmissão no Whatsaap https://goo.gl/forms/6IfRUEuEbD6QaotY2

 




Eliane Reis

Fundadora do Momento de Estudar. Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Uberlândia. Servidora Público Federal como Técnico Administrativo em Educação. Especialista em Gestão de Negócios e Marketing. Professora desde 2016. Acredita que a educação muda vidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Conteúdo Bloquado!!